Um canal de história?

Outro dia, meu filho me mostrou um gráfico que apresentava a porcentagem de programas de história que passam no History Channel. Obviamente, esse gráfico era exagerado e a sua intenção era fazer uma crítica ao canal. Mas, convenhamos: para quem assiste televisão esporadicamente, ligar a TV no History Channel, num horário ao acaso, e conseguir assistir um programa que trate de história é uma questão de pura sorte.

Tendo isso em mente, resolvi fazer um levantamento do quanto de história realmente passa nesse canal. Analisando a grade de programação, fica fácil notar que história não é, absolutamente, prioridade. Eu classifiquei os programas apresentados em sete categorias, por assunto: teorias de conspiração, variedades e curiosidades, ovnis e monstros, astronomia, zoologia, religião e, é claro, história. Dessas categorias, variedades e curiosidades ganha disparado, tendo praticamente o dobro do número de horas de programação do segundo colocado, que é... história. As outras categorias têm atenção parecida, com algum destaque para ovnis e monstros. Olhem o gráfico abaixo:

Se consolidarmos esse resultado, agrupando em apenas duas categorias - história e não-história - a coisa fica assim:

Portanto, lembrando dos meus tempos de professor de matemática, chego à seguinte conclusão: a probabilidade de você ligar sua TV ao acaso no History Channel e estar passando um programa sobre história é de cerca de 20%.

Bem... tem um outro detalhe, é claro: levando em consideração a qualidade desses programas de história, quantos deles poderiam ser realmente classificados como história? Mas isso é assunto para outra postagem...


Postado em 17/06/2011 às 11:27      0 comentários

 

Voltar